Portugal representado no DEMHIST

António Ponte, Diretor Regional de Cultura do Norte, acaba de ser eleito para o DEMHIST - International Committee for Historic House Museums (Comité Internacional para Casas Históricas e Casas-Museu), do ICOM, representando Portugal neste órgão.

A Assembleia Geral do DEMHIST, na qual foram apresentados os novos membros, teve lugar ontem à tarde, em Paris, com participação por videoconferência. A nova direção, cujo mandato vai decorrer entre 2021 e 2023, é composta por 10 elementos, oriundos da Holanda, Espanha, Itália, França, República Checa, Estados Unidos da América, Israel, Japão e Portugal.

O DEMHIST é um fórum internacional para o debate de problemas e soluções relacionados com a conservação e administração de museus de casas históricas. Um dos objetivos do comité é criar um sistema de classificação metodológica para os inúmeros tipos de museus de casas históricas, visando ajudar os profissionais na melhor compreensão dos locais históricos e na definição eficiente da sua missão e objetivos, política de conservação, gestão, segurança e comunicação entre esses profissionais e o público. Portugal já anteriormente esteve representado neste Comité através das participações de Maria de Jesus Monge e Elsa Rodrigues.

Este comité faz parte do Conselho Internacional de Museus (ICOM), organização mundial dos museus e dos profissionais de museus. O ICOM dedica-se à promoção e proteção do património natural e cultural, presente e futuro, material e imaterial. Com mais de 35 000 membros em 135 países, a rede do ICOM é formada por profissionais que abarcam um grande leque de disciplinas relacionadas com os museus e o património.

O ICOM é uma organização não-governamental (ONG), que mantém uma relação formal com a UNESCO e tem estatuto de órgão consultivo do Conselho Económico e Social das Nações Unidas.

Nota Curricular

Natural de Mindelo (Vila do Conde), António Ponte (1970) é Diretor Regional de Cultura do Norte desde 2013, tendo sido diretor do Paço dos Duques de Bragança, em Guimarães, entre 2009 e 2012. Desenvolveu grande parte da sua carreira museológica no Museu de Vila do Conde (de 1994 a 2009, e também entre 2012-2013), tendo estado ligado a diversas intervenções no domínio da museologia, das quais se destacam a Alfândega Régia – Museu da Construção Naval / Nau Quinhentista e a renovação da Casa de José Régio.

Doutorado em Museologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP), é licenciado em Ciências Históricas pela Universidade Portucalense (1993), tendo frequentado, no mesmo ano, uma Pós-Graduação em Museologia na FLUP. Regressaria mais tarde à FLUP para completar o Mestrado em Museologia (2007) com uma tese sobre o tema das Casas-Museu.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on skype
Skype
Notícias Recentes
Assinala-se amanhã o Centenário de Nascimento de Nadir Afonso. Para comemorar a data, o Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso, em Chaves, apresenta uma exposição evocativa com curadoria de Maria do Mar Fazenda.
Siga-nos