Notícias
10 Jul. 2020 Viana do Castelo e Mirandela recebem obras da Coleção Novo Banco Nos dias 13 e 14 de junho, serão assinados mais dois protocolos para a cedência de obras da coleção Novo Banco a museus da região Norte. Dia 13, com a Câmara Municipal de Viana do Castelo, é assinado o protocolo para a cedência da pintura "Minho. Dia triste”, de Frederico Ayres, que integrará o Museu Municipal.

Dia 14, com a Câmara Municipal de Mirandela, é assinado o protocolo para a incorporação no Museu Municipal Armindo Teixeira Lopes de cinco obras de Nikias Skapinakis, Luís Noronha da Costa e Maria de Lurdes Ribeiro (Maluda), obras que passam a integrar o circuito expositivo permanente do Museu. 

Com estes protocolos, são já seis os museus da região norte a contar com obras da coleção do Novo Banco: em Guimarães, Chaves, Lamego, Braga, Viana do Castelo e Mirandela.


Obra cedida ao Museu de Viana do Castelo

Frederico Ayres capta com particular sensibilidade a fugacidade dos cambiantes atmosféricos da natureza, numa praia do Minho num dia de inverno. Excelente paisagista e colorista, mantém-se à margem dos movimentos de vanguarda que atravessam a primeira metade do século XX, desenvolvendo a sua pintura com um interesse sempre renovado pelos valores estéticos tardo-naturalistas.

Frederico Ayres (1887-1963)

"Minho. Dia triste” | 1925



Uma das obras cedidas ao Museu de Mirandela

"Paysage de la Vallée des Rois VII” e "Paysage de la Vallée des Rois XVII”, de Nikias Skapinakis, um dos mais singulares pintores contemporâneos portugueses, "Vulto na praia” e "Velas”, de Noronha da Costa, e "Lisboa XXXII – Rua do Ouro”, de Maluda, ficarão a partir de agora expostas ao público no Museu Municipal Armindo Teixeira Lopes, que não tinha ainda nenhuma obra destes pintores.

Nikias Skapinakis (1938)

"Paysage de la Vallée des Rois XVII | 1981