Notícias
07 Fev. 2019 Exposição Quando as Periferias São Centro Abre ao público, amanhã pelas 17h30, a itinerância da exposição Quando as Periferias São Centro – A Indústria da Tecelagem e da Seda, no Centro Cultural Solar dos Condes de Vinhais. Fica patente até final de maio.


O mais recente projeto expositivo do Museu do Abade de Baçal Quando as Periferias São Centro – A Indústria da Tecelagem e das Sedas propõe uma viagem pelo mundo da produção da seda e da tecelagem, indústria que teve na região de Trás-os-Montes e especialmente em Bragança um dos seus grandes centros de produção.

A partir da coleção do Museu do Abade de Baçal, e trazendo pela primeira vez à vista do público algumas peças que nunca haviam saído das reservas, desenha-se um percurso que aborda as diversas fases da produção da seda, conta-se quem eram os seus produtores, expõem-se os seus usos, civis e religiosos. À coleção do Museu juntam-se ainda diversas cedências, quer de particulares, quer de instituições, que não apenas vêm enriquecer o percurso expositivo, como se constituem como uma oportunidade única para observar algumas destas peças.

Até final do mês de maio poderá visitar esta exposição, no Centro Cultural Solar dos Condes de Vinhais. A mostra contou com o apoio, entre outros, da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, da Câmara Municipal de Freixo de Espada à Cinta, da Direção-Geral do Património Cultural (Laboratório José de Figueiredo) e da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte.